Escreva Lola Escreva: GUEST POST – ODEIO SER MÃE

A gravidez foi completamente diferente do que eu tinha imaginado: eu super ativa, em forma, vi-me transformada em uma gelatina ambulante, engordei muito, tinha várias mudanças de humor, mas na maior parte do tempo sentia-me triste e angustiada. (…) Pari um filho, mas não pari o tal amor incondicional. Olhei para ele e não senti nenhuma paixão especial, só estranheza. Eu tinha raiva de quando me diziam que isto era a melhor coisa que podia acontecer a uma mulher.

O quê? Fraldas, cocôs, choros, noites sem dormir? Sentia-me sugada e velha como uma meia murcha. Todas as necessidades que importavam eram as do bebê.

Leia o post completo aqui.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s