Lado negativo da maternidade ainda é tabu, afirma psicóloga

Carol* encontrou na internet um espaço de desabafo para suas angústias maternas. No blog Odeio ser Mãe, ela reúne textos e depoimentos de mães que sofrem muito com essa condição. Para ela, o exercício da maternidade exige uma dedicação que é desgastante, a ponto de declarar que se arrependeu de ter tido um filho. A funcionária pública, formada em História, diz que não deixa de oferecer o carinho e boas condições para o desenvolvimento saudável de Caio*, de 12 anos, mas não esconde o remorso de ter que abrir mão de seus anseios pessoais por conta dele.

 

Fui entrevistada pelo BrasilPost.

Leia a matéria completa aqui.

Anúncios

5 comentários sobre “Lado negativo da maternidade ainda é tabu, afirma psicóloga

  1. Daniella disse:

    Eu me arrependi muito de ser mãe, tenho 37 anos , duas filhas de 17 anos e outra de 15 anos.
    Sinto que por causa delas perdi minha juventude ficando casada por 13 anos com o pai delas que era um mandão manipulador.
    Hoje namoro um cara mais novo e sem filhos, porém Não quero ter filhos com ele , apesar do sonho dele ser pai.
    Não quero ser mãe 1 lugar pq não tenho mais paciência,2 lugar posso ter uma criança com problemas devido a minha idade,3 é muito sacrifício pra agrada-lo.
    Enfim para mim, eu me arrependo demais,Morro de medo de ser avó, não quero ser pq acho que ia atrapalhar a vida delas, a vida profissional, não vejo nada de bom em ser mãe.
    Mãe de mulher então piorou,o raça que é mulher kkkk, elas competem comigo.
    Por isso hoje sou muito a favor do aborto.

    Curtir

    • Debora disse:

      Vc não perdeu sua vida por causa delas , e sim por sua causa.Quem escolheu o pai delas e ficar casada com ele foi você mesma. Dói reconhecer os nossos erros , é mais fácil atribuir aos outros, mas aos nossos filhos é uma crueldade!

      Curtir

  2. MS disse:

    Sabe as vezes eu nao sei o que fazer, me sinto um lixo por não ser uma melhor mãe, por odiar a maternidade amo minha filha mais as vezes penso poxa porque fui te ela acabou com minha vida, e os outros adoram te julgar, e as vezes o que quero e so uma ajuda, um descanso, eu nao dou conta mais, eu nao consigo ser uma boa mãe eu não o sei o que fazer, nao sei mais como fingir que sou feliz. As vezes queria morrer ao pra acabar com essa angústia que e a maternidade. Só queria sumir, pelo menos aqui no blog vejo que nao sou a única 😦

    Curtir

  3. Andreia disse:

    Daniella, partidarizo das mesmas ideias que você! É como se mãe não pudesse viver novamente, minhas filhas parecem competir comigo também, me oprimindo com suas ideias como se elas fossem as “fodonas” e eu, uma merda. Não têm nem ideia do quanto já deixei de fazer várias coisas por elas, nunca saberão, todos falam que quando elas forem mães vão me entender, mas não quero isso lá, até porque todas temos vidas diferentes. Não quero que passem pelo que eu passei, e não quero que pensem nisso ao serem mães, gostaria que me valorizassem pelo simples fato de eu existir na vida delas e isso não acontece. Filhas são muito interesseiras, isso não veio de mim, mas da família paterna que ensinou a serem assim, obedecer pra ganhar algo e nunca o fazem, e mesmo assim ganham da família paterna e não importava o quanto eu fizesse que o pai sempre tinha o maior valor até também pelo tanto que ele poderia ajudar, muito mais do que eu.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s